O Quarto de Jack: filme admirável concorre ao Oscar



Eu particularmente fico muito ansioso com filmes que eram best-sellers, será que vai ser fiel e cheio de verdade com que imaginamos na leitura, esse é o caso desse filme, várias críticas positivas nos faz querer assistir e tirar nossas próprias conclusões.

O Quarto de Jack conta a extraordinária história de Jack (Jacob Tremblay), um espirituoso menino de cinco anos que é cuidado por sua amada e devota Ma (Brie Larson). Como toda boa mãe, Ma se dedica em manter Jack feliz e seguro, cuidando dele com bondade e amor, e fazendo coisas típicas como brincar e contar histórias.

Sua vida, entretanto, é tudo menos normal – eles estão presos – confinados em um espaço de 10 m² sem janelas, o qual Ma chamou eufemisticamente de “O QUARTO DE JACK”. Ma criou todo um universo para Jack dentro de O QUARTO DE JACK, e ela não parará por nada para garantir que, mesmo neste ambiente traiçoeiro, Jack seja capaz de viver uma vida completa e satisfatória.

Enquanto a curiosidade de Jack sobre a situação em que vive cresce, e a resiliência de Ma alcança um ponto de ruptura, eles ensaiam um arriscado plano de escape, o que os leva a ficar face-a-face com o que pode ter se tornado a coisa mais assustadora: o mundo real.  Em O QUARTO DE JACK estrela Joan Allen (três vezes ganhadora do Oscar) e William H. Macy, nomeado ao Oscar.



Longe das convenções dramáticas e manipuladoras, comum a tantos filmes, Abrahamson toca o coração da plateia com sutileza. A partir das reações de Jack, do seu encantamento com o mundo real e da comparação do que conhecia, o diretor irlandês explora uma emoção que se poderia chamar de genuína. Para um mundo saturado de tantos clichês, isso não é pouca coisa. 



Estreia  no Brasil nessa quinta-feira, dia 18 de fevereiro de 2016. Não deixe de assistir, você vai se emocionar, uma boa pedida para nós papais e maiores de catorze anos.  





Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário